24 de abril de 2016

Dia Mundial do Livro

Ontem, dia 23 de Abril, foi o Dia Mundial do Livro


"Homenagear o livro em 23 de abril é homenagear também três dos maiores escritores de todos os tempos, pois se comemora nessa data, o nascimento (1564) e a morte (1616) de William Shakespeare; a morte (1616) de Miguel de Cervantes e o nascimento, em 1899, de Vladimir Nabokov. 
A UNESCO escolheu essa significativa data para instituir o DIA MUNDIAL DO LIVRO, em 1995. Sem duvida uma data importante para a literatura mundial. 
Celebrar o livro contribui para valorizar sua importância e a de seus autores no imaginário da população de todo o mundo. A data serve ainda para chamar a atenção para a importância do livro e o direito a leitura como bem cultural essencial para a formação cidadã e o desenvolvimento humano." (prolivro.org.br)

Que livro você está lendo?

Comprei esse livro sexta-feira na FLIS - Festa Literária de Seberi. Recomendo!

"Ela só queria estudar. E por isso o Talibã tentou matá-la. “Ao torná-la um alvo, os extremistas mostraram o que eles mais temem: uma menina com um livro. Malala comprova o poder da educação para construir a paz."


7 de abril de 2016

5 hábitos financeiros dos jovens que todos deveriam imitar

Jovens de qualquer geração costumam ser taxados de irresponsáveis. O esteriótipo aumenta quando falamos da Geração Y (pessoas que nasceram entre 1981 e 1995). Essa geração é considerada por muitos como demasiadamente hedonista. Porém, não é isso que as pesquisas sobre o assunto apontam.
Pesquisas realizadas pela Fidelity e pela Better Money Habits mostram que os jovens entre 21 e 35 anos são extremamente preocupados com o futuro — 38% se sentem ansiosos, com medo e até sobrecarregados em relação a dinheiro.
Mudanças na sociedade influenciam a mudança dos hábitos. Atualmente, não há mais certeza de uma carreira estável ou de uma aposentadoria confiável. Ao mesmo tempo, há excesso de informação e ferramentas disponíveis.

Conheça 5 hábitos financeiros da Geração Y:


Gerenciam suas finanças

Grande parte desses jovens controlam suas finanças pessoais, gerenciando as contas em aplicativos de celular. Além da preocupação em relação ao dinheiro, a familiaridade com a tecnologia e a quantidade de conhecimento disponível online incentiva este hábito nos mais jovens.

Guardam dinheiro para o futuro

Segundo a pesquisa da Fidelity, mais da metade desses jovens estão economizando dinheiro para o futuro e não contam com a aposentadoria para garantir uma velhice confortável. Ao mesmo tempo, 43% tem medo de não estar guardando o suficiente.

Não aceitam o primeiro preço

Não é que os jovens da Geraçao Y sejam mestres da pechincha. O que acontece é que eles tem a cabeça aberta e não aceitam o caminho tradicional. Eles utilizam sites de comparação de preços, pesquisam em diferentes lojas, se informam sobre como economizar e investem em soluções alternativas e inovadoras. E o resultado? Acabam gastando menos em suas compras

Falam abertamente sobre dinheiro

Esta geração é menos conservadora e se importa menos com regras e tabus sociais. Isso faz com que eles falem abertamente sobre dinheiro com amigos, cônjuges e familia. Isso leva à troca de informação e incentiva as pessoas a darem mais atenção às suas finanças.

Focam em experiências e não em bens materiais

Várias pesquisas, como a realizada pela Cornell University, nos Estados Unidos, apontam que experiências trazem mais felicidade que bens materiais. Claro, possuir alguns bens pode ser importante, mas as prioridades desses jovens mudaram. O foco não é comprar um carro melhor, roupas de marca ou a casa dos sonhos, mas vivenciar e compartilhar experiências.

4 de abril de 2016

Um pouco de poesia pra hoje?

Hoje eu vi uma pipa no céu,
Pintei as unhas de amarelo,
Ouvi catorritas cantando rumo ao norte
fugindo do frio que vai chegar.
Hoje vi nuvens cor de laranja,
Recebi um feedback positivo,
Ganhei uma aluna,
Reconectei com o querido passado,
E é recém segunda-feira...


Bibiana Rabaioli Prestes